1234 |
Releases
Dos relógios de ponto para os grandes eventos do país: a Dimep marca presença inovando com alta tecnologia

A capacidade de se adequar às novas tecnologias fez de um negócio – herança de família – se transformar num grande filão de mercado. Foi assim que o grupo Dimep/Grand Prix Admission Systems (GPS) cresceu nos últimos anos. Da fabricação de cartões magnéticos de fidelidade e de crédito aos ingressos eletrônicos usados nos maiores eventos do País, o diretor-presidente do grupo, Josué Dimas Melo Pimenta soube aproveitar as oportunidades para fazer a empresa crescer.

Em 1996, o grupo começou a fabricar os cartões e logo entrou no mercado de controle acesso de eventos. O Grand Prêmio Brasil de Fórmula 1 foi o primeiro cliente, em 2000. “Um amigo me convidou para desenvolver os ingressos eletrônicos para o GP Brasil de Fórmula 1. Desenvolvemos o sistema de acesso com catracas eletrônicas, softwares específicos, credenciais e ingressos”, conta Josué. “Isso facilitou a entrada do público no autódromo”.

No ano seguinte, o Carnaval de São Paulo também passou a ser de responsabilidade do grupo. Catracas eletrônicas, ingressos e credenciais confeccionados em cartões eletrônicos, tudo à prova de falsificação – o que diminui o prejuízo dos promotores de eventos.

De 2003 para cá, a Dimep / GPS assumiu praticamente todo o esquema de acesso, segurança, alimentação, confecção de ingressos e cronometragem do carnaval paulistano. Para este ano, o grupo investiu R$ 1 milhão na folia paulista com a colocação de câmeras de segurança por todo o sambódromo, a contratação de uma empresa de segurança e na pareceria com o Hotel Intercontinental – que ficou responsável pelo serviço de catering dos camarotes.

A empresa, que também possui unidades no Rio e em Porto Alegre (RS), é responsável pela tecnologia de controle de acesso e impressão de ingressos do São Paulo Fashion Week, Festa do Peão de Boiadeiro de Barretos, Mundial de Moto Velocidade do Rio de Janeiro, RJ Fashion Week e de eventos como o programa “Criança Esperança”, da Rede Globo. “Neste ano, trabalhamos em dois camarotes do carnaval de Salvador (BA) e à frente do carnaval de Barretos”, diz Josué.

Outra conquista da empresa foi a Skol Beats, realizada em abril no Anhembi.

Dos relógios para os eventos – O relógio de ponto Dimep, que fez parte da história de inúmeros trabalhadores, logo será lembrado apenas no “Museu do Relógio” da empresa. O sistema antigo está sendo substituído por modernos crachás eletrônicos, usados no processo de identificação de empresas, condomínios, escolas e eventos.

Cerca de 90% da produção mensal do grupo corresponde à fabricação de cartões magnéticos. Com a troca dos ingressos tradicionais, confeccionados em papel, por cartões magnéticos, a empresa se tornou responsável por 60% do setor.

Tudo começou com o professor e engenheiro português Dimas de Melo Pimenta, quando ele fundou a Dimep, há 64 anos. Foi dele o projeto de construção do primeiro relógio de ponto da empresa.

Há oito anos, Dimas promoveu os filhos a executivos e eles assumiram a direção da empresa. Josué, que assumiu o desenvolvimento de produtos da Dimep, comemora o êxito de negócios que abrangem América Latina, Europa e África do Sul e, com novos eventos, devem crescer cerca de 30% em 2004.

 

<< Anterior Próximo >>
   
Rossi Comunicação © 2007 - Todos os direitos reservados